C.E.D.E.R.

CEDER.jpg
PARCEIROS
logo oficial.png
Buscar
  • Ricarddo de Barros

16 cidades fascinantes no sul de Minas, vem comigo agora...




A Serra da Mantiqueira é uma cadeia de montanhas que fica no Sul de Minas Gerais, se estende para SP e Rio de Janeiro.

É uma das mais belas regiões do Brasil, onde concentra-se as cidade de maior altitude em Minas Gerais e também as mais frias e com grande número de cachoeiras.

Sua belezas, arquitetura e singela das cidades atraem todos os anos casais e amantes da natureza para passeios, férias, lua de mel ou mesmo para viver nas pacatas e charmosas cidades no alto das montanhas mineiras.

São passeios incríveis, em lugares de tirar o fôlego, realmente inesquecíveis. Nesse post, você irá conhecer 15 cidades da Serra da Mantiqueira.


01 - Marmelópolis




A 1277 metros de altitude está Marmelópolis. Uma cidade que lembra uma pequena vila portuguesas, essa é Marmelópolis, uma das menores cidades de Minas, com menos de 3 mil habitantes, com grande destaque para seu inverno congelante, mas é congelante mesmo gente!


Para espantar o frio, tem na cidade a Sopa de Marmelo, já que a fruta é uma tradição na região. Ainda hoje é.

Plantações de marmelo vem sendo recuperadas e ampliadas, com o retorno do plantio do marmeleiro no município.

A fruta é tão importante que todos os anos acontece a Festa do Marmelo, geralmente em maio, com exposição dos derivados da fruta, do artesanato local e da culinária, destacando os queijos, doces diversos e a truta, muito comum na Mantiqueira mas em Marmelópolis tem um preparo especial.


02 – Aiuruoca





A 989 metros de altitude está Aiuruoca, uma das mais charmosas e atraentes cidades da Serra da Mantiqueira, onde vivem pouco mais de 6 mil pessoas, todos simpáticos, gentis, hospitaleiros, que recebem muito bem os visitantes.

Na cidade se destaca seu carnaval, um dos melhores da região, sua gastronomia tipicamente mineira, seu casario e casarões em estilo colonial.

A matriz de Nossa Senhora da Conceição, datada de 1726, é uma joia da história mineira.

Aiuruoca se destaca ainda na produção de azeites e queijos de qualidade, com destaque para o Queijo Prato, herança da presença dos imigrantes dinamarqueses na região.


A natureza em Aiuruoca é um verdadeiro espetáculo, um convite total ao descanso, sossego, relaxamento.


Pra quem gosta de esportes radicais, o município tem estrutura para as práticas de Rapel, canyoning, escalada, tirolesa, rapel guiado, off-road, mountain bike, mini-rafting, rafting, boia cross.


São mais de 80 cachoeiras paradisíacas, picos, como o do Papagaio e pousadas aconchegantes, sofisticadas e requintadas, tanto na área urbana, quanto na zona rural e totalmente integradas às belezas naturais da Serra da Mantiqueira.



03 - Pedralva




A 911 metros de altitude está Pedralva , cidade com poucos mais de 12 mil habitantes, conhecida no Brasil como "Cidades dos Gêmeos" por ter números bem acima da média nacional de gêmeos que nascem na cidade.

É uma das cidades mais charmosas, destacando como toda cidade da Mantiqueira, por suas paisagens e cachoeiras paradisíacas.


Pedralva se destaca ainda pelo seu rico artesanato, produção de cachaça, doces e queijos de qualidade e pelos eventos sociais e religiosos que acontecem durante o ano como a festa do padroeiro São Sebastião, em janeiro, Carnaval, o aniversário do município em 7 de maio e o Pedrock, com apresentação de bandas, que acontece em julho de cada ano.



Outro destaque de Pedralva é o Pedrão, charmoso distrito rodeado por montanhas muito procurado por turistas que vem à cidade subir à Serra do Pedrão para praticarem voo livre, trekking e alpinismo.

Pedralva ainda tem como atrativos o sitio arqueológico da Gruta do Badulaque, cachoeiras, rios, lagos e a Serra da Pedra Branca, um dos pontos mais altos do município, atingindo 1848 metros de altitude.


Outro destaque de Pedralva é o povoado de Furnas um bucólico, pitoresco, charmoso e privilegiado lugar, aos pés da serra, rodeado por belíssimas paisagens e um casario simples, singelo, que mais lembra um presépio.






04 - Alagoa




A 1132 metros de altitude está Alagoa , conhecida pelo queijo parmesão produzido nas propriedades rurais do município, sendo considerada a "Terra do Queijo Parmesão" no Brasil, cuja qualidade e sabor são únicos, só encontrado em Alagoa, graças ao clima, relevo e altitude da região.

Além do parmesão, produz queijos mineiros, em especial os queijos D´Alagoa, do produtor Osvaldo filho e o Queijo da Fazenda Bela Vista, medalhistas no último concurso do Mondial du Fromage, realizado na França.

Cidade tranquila, com pouco menos de 3 mil habitantes é uma das menores cidades de Minas Gerais, porém uma das mais frias do Estado, com temperaturas próxima a zero grau ou abaixo, durante o inverno.

Alguns festejos durante o ano movimentam a cidade como a Semana Santa, Torneio Leiteiro – Expo Alagoa, Nhá Chica, Natal e Reveillon.




05 - Maria a Fé




Maria da Fé tem cerca de 15 mil habitantes e está a 1.258 metros de altitude,

É a cidade mais fria do Estado de Minas Gerais. No dias mais frios de inverno, as temperaturas mínimas sempre são abaixo de 0°C, com geadas frequentes.


Além do frio nos dias de inverno, a florada das cerejeiras são atrativos imperdíveis.

Espalhadas por toda a cidade, encantam todos pela beleza da florada, que acontece sempre no início do inverno e se estende até meados de julho



Outros atrativos de Maria da Fé são: a Matriz de Nossa Senhora de Lourdes cidade, a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, com ornamentação interna impressionantes, feitas pelos artista plástico italiano Pietro Gentilli; Centro Cultural, onde estão disponíveis informações históricas e turísticas sobre o município e também a Casa do Artesão, um espaço criado para a exposição de trabalhos de artesanato da cidade; a fazenda experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas (EPAMIG), empresa que se destaca nas pesquisas, sendo de grande importância para o desenvolvimento rural mineiro.

Foi através da Epamig, que Maria da Fé desenvolveu uma de suas maiores riquezas, o azeite, existindo na cidade e região da Mantiqueira hoje, centenas de hectares com oliveiras.

Na cidade ainda encontra-se belas praças, bons restaurantes, pousadas e belíssimas paisagens naturais.


06 - Gonçalves




A 1350 metros de altitude está Gonçalves, com menos de 5 mil habitantes, pacata, hospitaleira e com pessoas simpáticas e educadas, Gonçalves (na foto acima de Gislene Ras) é atualmente um dos polos turísticos em forte desenvolvimento na Serra da Mantiqueira, fazendo parte do circuito turístico Serras Verdes do Sul de Minas.



Em Gonçalves é possível praticar Mountain Bike, Trekking, Boia Cross, Cascading, Rapel, Cavalgada e Off Road, além de poder admirar a beleza da florada as cerejeiras pelo município, que acontece no início do inverno como podem ver na foto acima de Marselha Rufino e a riqueza de seu artesanato



07 - Passa Quatro



A 938 metros de altitude está Passa Quatro com cerca de 18 mil habitantes.

Cidade de muito charme, história e principalmente belezas naturais impressionantes! É um das cidades mais atraentes da região, por sua beleza natural, exuberantes paisagens com cachoeiras, matas nativas, fazendas, pesqueiros, além de sua charmosa arquitetura urbana, história ligada a "Revolução de 1932", sua culinária típica, com produtos artesanais da região, suas festas religiosas, eventos sociais e esportivos, a Festa do Gado Leiteiro, o Carnaval, Festival de Bandas, e sua estação de trem, de onde sai o Trem da Mantiqueira, com destino a divisa de Minas com São Paulo, em Cruzeiro SP.




08 - Carvalhos



A 1092 metros de altitude está Carvalhos, uma tranquila, charmosa e pitoresca cidade da Serra da Mantiqueira.

Famosa pelas trilhas, por suas cachoeiras e cachaças de frutas. Essa é Carvalhos, hoje com cerca de 5 mil habitantes.

A economia do município gira em torno de pequenos comércios e produção agropecuária destacando queijos, doces e plantios de morangos e uvas.



São 400 km de trilhas por paisagens magníficas e cerca de 70 cachoeiras paradisíacas, como esta da foto acima do Dalton Maciel, a Cachoeira da Estiva, uma das mais procuradas da região.

Além das cachoeiras, outra atração natural de Carvalhos são os picos do Calambau, Três Irmãos, do Quilombo, da Serra da Aparecida, do Grão Mogol e o Pico do Muquém, para quem tem bom preparo físico, subir os 1800 metros de altitude é uma recompensa e tanto, o visual é esplêndido!



09 - Delfim Moreira



A 1207 metros de altitude está Delfim Moreira, cidade atraente, com seu casario bem cuidado, em estilo barroco, eclético e austríaco, Delfim Moreira conta com menos de 10 mil habitantes e é uma das cidades de maior potencial turístico na região por suas belíssimas cachoeiras e paisagem naturais exuberantes, sendo uma das mais belas também


Destaca-se no cenário turístico pelo seu inverno rigoroso e geadas impressionantes, que mudam totalmente paisagem local, congelando rios e lagos. Conta ainda com uma das mais prestigiadas cervejarias artesanais da região, a Kraemerfass, além de se destacar no cultivo de produtos orgânicos, produz ainda queijos e doces artesanais, em especial a marmelada, tradicional na região.


No município, encontra-se uma ótima estrutura em pousadas, simples, aconchegantes e também, requintadas.



10 – Cristina




A 1025 metros de altitude está a cidade da Imperatriz, com pouco mais de 10 mil habitantes. Seu nome é em homenagem a imperatriz Tereza Cristina, esposa do Imperador Dom Pedro II. a cidade recebeu inclusive a visita da princesa Isabel e seu esposo Conde D´Eu, para conhecer a terra cujo nome homenageava sua mãe e sogra, respectivamente.


Das belas terras de Cristina, saiu um presidente da República, Delfim Moreira, que governou o Brasil entre 15/11/1918 a 28/07/1919.

A cidade se destaca no cenário internacional pela produção de seu café, considerado um dos melhores do mundo.

Tem ainda a produção de azeite que vem se tornando uma das referências no país por sua qualidade.

A cidade é confortável com belas praças, Museu do Trem, casarões antigos, belas fazendas históricas, cachoeiras, montanhas, trilhas, com um charmosa casario, povo simpático.



11 - Bueno Brandão



A 1204 metros de altitude está Bueno Brandão, um encanto de cidade da Mantiqueira, com pouco mais de 12 mil habitantes. Segundo o IBGE, Bueno Brandão

Cidade com forte vocação turística, por suas cachoeiras paradisíacas, destacando as cachoeiras do Luís, do Félix e do Machado II e paisagens montanhosas, variando em altitude de 1200 a 1600 metros.

Mas o turismo no município não se resume a natureza somente, mas na beleza da cidade, nos chocolates, doces, uvas, aguardentes e vinhos de frutas diversas como amoras, jabuticabas e uva, além de ótimas pousadas, bons restaurantes e festejos durante o ano, destacando os eventos religiosos, carnaval e festas juninas.



12 - Bom Repouso




A 1371 metros de altitude está Bom Repouso , charmosa e encantadora cidade com poucos mais de 10 mil habitantes.

Com um relevo montanhoso, sua altitude vai de 1371 chegando a 1680 metros em seu ponto mais alto.

A média anual da temperatura no município é 19ºC, com um inverno rigorosíssimo, com os termômetros a 0ºC e abaixo disso.

O frio e sua altitude favorece o cultivo de frutas silvestres, o que faz do pequeno município, um dos maiores produtores de frutas de Minas Gerais, principalmente de morangos.



Outro destaque da cidade é a fé de seu povo, muito religioso, sendo São Roque e São Sebastião, os padroeiros da cidade, além da fé em Nossa Senhora das Graças.

Em Bom Repouso está a segunda maior imagem dedicada a santa no Brasil, com 20 metros de altura , o que equivale a um prédio de 6 andares construída em argamassa.

Foi erguida num ponto mais alto do perímetro urbano a 1410 metros de altitude, podendo ser vista de várias ângulos da cidade, a longas distância.

O local é ponto de peregrinação de fiéis que vem da região de várias cidades do Brasil para conhecer, rezar, fazer ou pagar promessas.



13 - Itamonte





A 933 metros de altitude, com cerca de 16 mil habitantes, está Itamonte (na foto acima de Paulo Santos), uma das mais belas cidades da Serra da Mantiqueira e um dos municípios mineiros que tem em suas terras o Parque Nacional do Itatiaia.

O outro é município vizinho de Bocaina de Minas, a 1210 metros de altitude.

A cidade é aconchegante, um casario atraente e muito fria em dias de inverno, inclusive, em 10/06/1985, nevou na região.

Mas seu povo não é frio, ao contrário, são calorosos, hospitaleiros e muito atenciosos.

A cidade se destaca por sua gastronomia, belezas naturais como as cachoeiras da Fragaria, do Escorrega, da Conquista e da Usina dos Bragas, casarões antigos, fazendas charmosas, além da beleza do Itatiaia, como a Pedra do Sino de Itatiaia, com 2.670 metros e a Pedra do Picu com 2.151 metros.



14 - Monte Verde



A 1555 metros de altitude está Monte Verde, distrito de Camanducaia com cerca de 6 mil moradores.

As baixas temperaturas, a gastronomia e o charme da arquitetura de Monte Verde é o maior atrativo para turistas que visitam o famoso distrito de Camanducaia MG, Sul de Minas.

As temperaturas baixas, cerveja artesanal, fábricas de chocolates e arquitetura que lembra a Letônia, pequeno país no Leste Europeu, de onde vieram seus fundadores, faz do distrito com cerca de 6 mil moradores a "cidade dos namorados" e da "terra do chocolate".

Lugar onde Deus caprichou, rodeado por montanhas e Mata Atlântica.

A gastronomia é excelente, que vai desde a típica cozinha mineira à cozinha alemã.

Pelas bucólicas ruas de Monte Verde, lojas e mais lojas com produtos típicos do nosso artesanato e culinária, como queijos, doces, cachaças, licores, etc.


O lugar é ideal para quem quer fugir da correria das cidades grandes ou mesmo viver momentos de amor, curtindo as frias noites de inverno, aquecido por uma lareira tradicional, regada a um bom vinho fino.





15 – Extrema







Cidade desenvolvida, com excelente qualidade de vida e estrutura urbana, setor de serviços eficientes, comércio e indústria de destaque em Minas Gerais.

Conta ainda com uma boa rede hoteleira e gastronômica.

Extrema é atualmente uma das melhores cidades mineiras para se viver.


Com cerca de 38 mil habitantes, a cidade está a 492 km de Belo Horizonte e a 110 km, da cidade de São Paulo, com acesso fácil pela BR-381/Fernão Dias .

Por estar na parte mais ao sul de Minas Gerais, entre Minas e São Paulo, sendo o último município mineiro, para quem sai de Minas, rumo a São Paulo. Por estar no extremo sul de Minas, a cidade adotou esse nome, Extrema.

Sua origem é do final do século XIX, com o nome de Santa Rita da Extrema, como distrito, pertencente a Camanducaia.

O nome foi alterado em 1915, para Extrema e por fim, o distrito foi elevado à cidade, em 1925.


As belezas da Serra da Mantiqueira, emoldura a beleza da cidade.

Paisagem montanhosa, cachoeiras, rios, correntezas, nascentes, vales, matas nativas do bioma Mata Atlântica, clima saudável das montanhas mineiras, cenários cênicos e paradisíacos para os amantes da natureza e esportes radicais.


Destaque no município para o Pico do Lopo, o Parque da Cachoeira do Salto e o Parque Cachoeira do Jaguari, o Santuário de Santa Rita de Cássia e seu povo, muito hospitaleiro e acolhedor.




16 – Itanhandu





A 892 metros de altitude está a charmosa cidade de Itanhandu, conhecida como a "Cidade Saudável" pela boa qualidade de vida que a cidade proporciona aos seus moradores, bem como pela qualidade dos serviços prestados na área de saúde e seu bom nível educacional.



Além suas belezas naturais, clima ameno e puro, a cidade conta com uma economia diversificada, agricultura familiar sólida, comércio variado e indústrias diversas como granjas, laticínios, fábricas de calçados e confecções de roupas e lingeries e também de sacolas plásticas e peças para aeronaves. São pouco mais de 15 mil pessoas que vivem numa cidade atraente, tipicamente mineira, com um povo simples, prestativos, hospitaleiros, que se orgulham de sua cidade. Em Itanhandu, o visitante contará com uma ótima gastronomia, com produção caseira de doces, queijos, quitandas e produtos orgânicos. Encontrará ainda na cidade pousadas aconchegantes na parte urbana e rural do município. Suas belezas naturais atraem à cidade praticantes de montanhismo, caminhadas, cavalgadas, motocross, voo livre, jeepismo e trilheiros todos os anos.

Como atrativo para seus moradores e visitantes, tem as cachoeiras formadas pelos rios Itanhandu, Verde, Posses e Vermelho.

Outro ponto interessante muito procurado pelos turistas é a Pedra da Embocadura, uma formação rochosa, considerada pelos místicos um dos sete chacras do planeta.


Fonte : (Por Arnaldo Silva) , colaboração Eliane Ribeiro e revisão de texto pelo jornalista RICARDDO DE BARROS


Além das cidades citadas acima, na Serra da Mantiqueira se destacam atraentes cidades por seu casario, produtos naturais como queijos, doces, culinárias típicas, artesanato, por suas exuberantes paisagens naturais com rios, cascatas e cachoeiras e por suas altitudes.


Além das 16 que listamos na matéria, essas cidades são grandes destaques da região:


· Morangal, bairro rural de Virgínia: 1515 m;

· Senador Amaral: 1498 m;

· Augusto Pestana, bairro rural de Liberdade: 1320 m;

· Bom Jardim de Minas: 1250 m;

· Bocaina de Minas: 1210 m;

· Caldas: 1190 m;

· Barbacena: 1164 m;

· Liberdade: 1152 m;

· Paraisópolis: 1090 m;

· Arantina: 1050 m;

· Camanducaia: 1015 m;

· Cruzília: 1010 m e

· Wenceslau Braz:1005 metros de altitude.



Vale a pena curtir esses lugares incríveis, logo mais falaremos de outros lugares



9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

REPORTAGENS